sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Quem tem promessa não morre!

Quem tem promessa não morre
Já ouviu essa frase muitas vezes, não é verdade? Mas, realmente, quem tem promessa de Deus não morre?

Quero argumentar rapidamente usando de provas esmagadoras para contra esta frase.

Com efeito, Deus nunca disse isto. Nunca disse "quem tem promessa não morre", e é vero que não há um versículo na Bíblia com estas palavras. Muitos já escreveram sobre este assunto, mas seria necessário apenas um versículo para provar o que dizemos.

"Todos estes ainda viveram pela fé, e morreram sem receber o que tinha sido prometido;"
Hebreus 11.13

 Muitos louvores foram escritos e entoados à Deus nestes termos errados. Se cremos realmente na Bíblia, devemos aceitá-la por completo, não apenas as partes que nos apraz.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Porque Deus 'deixa' que crianças morram violentamente?

A resposta é simples, curta e clara. Deus não interfere em tudo. 

O Senhor criou-nos e colocou-nos aqui. Entregou o governo nas mãos dos homens (homem relativo à humanidade), porém sempre esteve perto, resgatou-nos e se importou conosco. Porque Jesus morreu? Pelo interesse de Deus por nós mesmo depois de termos rejeitado Ele com coisas que O desagradam. O Governo é nosso e é o nosso Dever governar sabiamente. Ao invés de perguntar-nos porque Deus não faz nada, deveríamos mover-nos em favor daqueles que necessitam. Amor é um mandamento. 

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Israel Vilão?

Para não ficarmos indiferentes quanto à Guerra Judaico-Palestina, postarei um texto do dia 12 de Junho, escrito por Jaciara da Silva. Concordo com cada palavra escrita! Há no que se pensar!

A guerra em Israel, fatos a considerar:
1. Os palestinos é que começaram a lançar mísseis sobre Israel, que está revidando.E eu pergunto: quem não defenderia sua própria casa e família, contra o ladrão e assassino?

2. Há uma atitude absolutamente diferente entre os 2 povos. Quando soa o alarme em Israel, todos correm para os abrigos, eles tiram os velhos e crianças das áreas em conflito, nas ruas permanecem apenas os soldados. Ao revidar, Israel avisa os palestinos que as casas serão bombardeados. Eles tiram os homens fortes, que acreditam ser fundamentais para a sua luta, e enchem com mulheres, crianças e idosos, que serão seus mártires...

3. Muitos dizem que Israel recebe ajuda financeira dos Estados Unidos. É verdade! E daí ? Quanto dinheiro recebem os árabes por seu petróleo? Para onde vai esse dinheiro? Porque não melhoram a vida dos seus cidadãos e dos irmãos de sua fé (conforme determina o próprio Alcorão).

4. Aqui, longe dessa guerra, só nos resta orar para que haja Paz em Israel. Shalom Israel !

Matheus. 2 de Agosto de 2014.

sábado, 2 de agosto de 2014

lâmpada para meus pés é a Tua Palavra.


Ditadura dos Ofendidos

Olá novamente.
Desta vez, queremos abordar sobre uma teoria ideológica pouco aceita. Estive lendo por toda esta manhã e tarde sobre Geografia e Filosofia, e ocorreu de me deparar com o seguinte texto, do jurista e filósofo Norberto Bobbio "nestas últimas décadas a transformação das relações entre os sexos - que talvez seja a maior revolução de nossos tempos" (O Futuro da Democracia: uma defesa das regras do jogo) E ocorreu-me uma frase da qual não me recordo o autor, sobre a Ditadura dos Ofendidos. 

A Ditadura dos Ofendidos é entendida com exemplos. As moças belas não poderão se vestir bem em favor das feias, ou os donos de carros novos não poderão sair com seus carros para não ofender ou oprimir os que tem carros antigos ou ultrapassados. Pode até parecer tolice, por isso, aí vai mais um exemplo: Não posso sair com minha mulher em favor dos que não tem esposa. Isto muda as coisas? Ainda não? Pois não poderei sair calçado, em favor daqueles que andam descalços. Isto pareceu loucura. Porém é uma realidade.

Não poderemos olhar apenas às duplas (casal só pode ser casal com macho e fêmea) ou pares de pessoas do mesmo sexo, pois assim estaremos ofendendo-os. Perceberam? Isto é uma Ditadura, estão te tirando o direito de simplesmente olhar! De ver! Estamos sendo proibidos de falar contra o homossexualismo porque isto os ofende! Isso é uma Ditadura! Prestem atenção à sua volta.

Bobbio acertou ao dizer que foi uma revolução silenciosa algumas frases antes. Quando percebemos o que estava acontecendo, já havia Parada Gay, movimentos à favor da adoção de crianças por pares homossexuais, e estávamos em Xeque.

Ditadura pode ser um termo forte. Porém nas Ditaduras, uma pequena minoria tinha seus interesses defendidos. Hoje, em pleno século XXI, em meio a República Democrática, o Ministério de Minorias trabalha mais do que os órgãos públicos de Saúde, Transporte e Educação. Não é útil brotar de qualquer lugar com dados e números sobre escolas abertas e unidades SUS. É simples perceber que o que digo é verídico. Tente embarcar num ônibus em qualquer Capital movimentada às seis da tarde. Digo isto não porque vejo a notícias e fotos na Internet, mas porque vivo esta realidade.

É tempo de observar e reagir. Estamos vivendo uma Ditadura. A todos aqueles que odeiam o que aconteceu no período de 64-84, por favor, não deixem que se repita. Aos que a defendem, pensem nos valores morais que Figueiredo tinha, ou Geisel. Aprendam, cada um com seu ponto de vista.

Matheus d'Araújo para O Examinador. 2 de Agosto de 2014

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Ridículo?

Depois de muito tempo afastado e agora, retornando de uma reforma mental e ideológica, passei a refletir. Refletir em coisas simples, como argumentos. Falando em argumentos, existem muitos que tentam negar a existência de Deus, ser pessoal e dotado de decisão. Dos argumentos mais tolos (todos são) está o Eu não vejo Deus. É tolo. Isto é simplesmente tolo. Eu não posso ver é o argumento mais miserável que se pode usar! É uma frase como Não posso ver Marte ou Não vejo o Sol à noite. Ridículo o bastante como um cego dizer o mundo não existe, eu não o vejo. O Sol não existe, eu não o vejo, nem o ouço, nem sinto seu cheiro. Posso sentir seu calor, mas isso não quer dizer nada. Dizer que se sente Deus é algo realmente pouco experimentado. Porém acreditamos no átomo sem ter participado de experiências com ele.

Oras, aceitem os fatos! Perfeição e beleza não vem do acaso. Bater com um martelo numa pilha de pedras não construirá um castelo, nem que eu continue a bater de formas diferentes.

Gargalho ao lembrar do não posso vê-Lo! 
Haha! Fatos são inegáveis!